DICIONÁRIOS TEMÁTICOS

Início » Dicionário de História

Dicionário de História

Arte Rupestre

N.º de páginas visitadas neste site (desde 15/10/2006):
 
 

Se existe algum termo de história do qual não conhece o significado ou que gostasse de ver no dicionário, contacte-nos para notapositiva@sapo.pt.
Se é estudante do ensino superior clique aqui.

Arte Rupestre

Voltar ao dicionário de história - |A|  |B|  |C|  |D|  |E|  |F|  |G|  |H|  |I|  |J|  |K|  |L|  |M|  |N|  |O|  |P|  |Q|  |R|  |S|  |T|  |U|  |V|  |W|  |X|  |Y|  |Z|

A arte rupestre (ou parietal) consiste em pinturas e gravuras efectuadas sobre a rocha (ao ar livre ou, mais frequentemente nas paredes e tectos de grutas) pelo homem do Paleolítico Superior. Na maior parte das vezes são representados animais em liberdade e cenas de caça. Também são encontradas, muitas vezes, mãos humanas em negativo enquanto as representações humanas são muito raras.

Segundo a maioria dos historiadores a arte rupestre seria uma forma de manifestação simbólica ou de práticas de magia e feitiçaria: a representação de animais que geralmente eram caçados teriam como objectivo fazer com que as caçadas tivessem sucesso.

Os principais centros de arte rupestre localizam-se em França na região dos Pirinéus e em Espanha na região do Levante (os locais mais famosos são as grutas de Lascaux e Niaux em França e Altamira em Espanha. Em Portugal merece destaque a Gruta do Escoural no Alentejo e as gravuras ao ar livre no Vale do Côa.

Juntamente com as estatuetas femininas e as esculturas de cabeças de animais (a chamada arte móvel) a arte rupestre constitui a primeira forma de manifestação artística do Homem.

Para saber mais sobre este tema, utilize o Google:

Google
Início » Dicionário de História
 

© 2006 - NotaPositiva | Todos os direitos reservados