DICIONÁRIOS TEMÁTICOS

Início » Dicionário de História

Dicionário de História

Reforma Protestante

N.º de páginas visitadas neste site (desde 15/10/2006):

 

Se existe algum termo de história do qual não conhece o significado ou que gostasse de ver no dicionário, contacte-nos para notapositiva@sapo.pt.
Se é estudante do ensino superior clique aqui.

Reforma Protestante

Voltar ao dicionário de história - |A|  |B|  |C|  |D|  |E|  |F|  |G|  |H|  |I|  |J|  |K|  |L|  |M|  |N|  |O|  |P|  |Q|  |R|  |S|  |T|  |U|  |V|  |W|  |X|  |Y|  |Z|

A Reforma Protestante consistiu num movimento religioso de renovação da Igreja, iniciado no séc. XVI por Martinho Lutero, monge alemão pertencente à Ordem dos Frades Agostinhos e que conduziu à cisão da Igreja Cristã ocidental que passou a estar dividida em Igreja Católica Romana, por um lado, e em várias igrejas reformadas ou protestantes (Igreja Luterana, Igreja Calvinista e Igreja Anglicana), por outro.

Foram várias as razões que propiciaram a Reforma Protestante, destacando-se as seguintes:

  • A acção dos Humanistas que criticavam as alterações à primitiva doutrina de Cristo e o contraste entre o luxo e a riqueza da Igreja da época quando comparados com a humildade dos primeiros cristãos.

  • A não aceitação pela Igreja de alguns avanços científicos que colocavam em causa algumas crenças antigas de que é exemplo a condenação de Galileu por defender o sistema heliocêntrico.

  • Os abusos do Clero e a quebra do prestígio e da autoridade do Papa e de outros responsáveis eclesiásticos, muitas vezes mais preocupados com questões mundanas do que com questões religiosas.

  • Os abusos da Igreja na exploração das crenças religiosas cujo melhor exemplo é a Bula das Indulgências, publicada pelo Papa Leão X em 1517, que decretava o perdão dos pecados a todos os cristãos que dessem esmola para a construção da Basílica de S. Pedro em Roma.

Para saber mais sobre este tema, utilize o Google:

Google
Início » Dicionário de História
 

© 2006 - NotaPositiva | Todos os direitos reservados