Início » Trab. Estudantes » Português » 11º Ano

Trabalhos de Estudantes

Trabalhos de Português - 11º Ano

 

Diário de Anne Frank

Autores: Alexandra Faria

Escola: Escola Secundária Domingos Rebelo

Data de Publicação: 08/08/2011

Resumo do Trabalho: Contrato de Leitura sobre a obra "Diário de Anne Frank" de Annelise Marie Frank, realizado no âmbito da disciplina de Português (11º ano). Ver Trabalho Completo

Comentar este trabalho / Ler outros comentários

Se tens trabalhos com boas classificações, envia-nos, de preferência em word para notapositiva@sapo.pt pois só assim o nosso site poderá crescer.

 

 

 

Diário de Anne Frank

Identificação da Obra

Título: Diário de Anne Frank (Versão Definitiva)

Autor:  Annelise Marie Frank

Editora: Edição Livros do Brasil

Data e Local: Lisboa – Maio de 2003

Modo Literário: Prosa (Diário Verídico)

Colecção: Dois Mundos (Nº266)

Número de páginas: 439

Espero poder confiar-te tudo, como nunca pude confiar em ninguém, e espero que venhas a ser uma grande fonte de conforto e apoio.

Anne Frank, 12 de Junho de 1942.

Anneliese MarieFrank

. Em 1933, os nazis sobem ao poder.

. Mudam-se para a Holanda.

. Em 1940, nazis tomam poder da Holanda.

. Perseguem os judeus.

. Escondem-se no Anexo Secreto.

. Em 1944, foram detidos.

. Tempo mais tarde, Anne morre de tifo.

Quem escreve um diário, procura anotar os seus pensamentos íntimos e as suas reflexões. Anne Frank tenta descrever ao máximo a vida quotidiana no anexo secreto e as notícias que lá chegam de fora. Durante a narrativa, Anne consegue comentar de forma acertada as transformações de cada um dos que estão escondidos com ela, com sinceridade e um tanto irreverente em várias ocasiões.

Auto - Caracterização:

Tenho uma característica predominante  que deve ser óbvia para qualquer pessoa que me conheça há algum tempo: tenho um grande auto conhecimento. Em tudo o que faço, consigo observar-me como se fosse uma desconhecida. […] Esta auto consciência nunca me abandona e, de cada vez que abro a boca penso: “Devias ter dito isso de outra maneira” ou “Foi bem dito”. Condeno-me de tantas maneiras que estou a começar a perceber a verdade do adágio do Papá: “Cada criança tem de ser educar a si própria.”

15 de Julho de 1944.

Anne preenche folhas e folhas do seu diário, durante os dois anos que passou em clandestinidade. O facto de que teve de manter-se de pé naquelas circunstâncias tão peculiares, fez com que amadurecesse mais rápido do que os outros jovens de sua idade.

Anexo Secreto:

Moradores: Família FRANK

OTTO FRANK

"Eu guio-me pelo papá, e não há ninguém no mundo que eu ame mais.“. 7 de Novembro de 1942

 

EDITH FRANK

"Eu agarro-me ao papá porque o meu desprezo pela mamã cresce de dia para dia (...) Sou o oposto da mamã, por isso nós nos desentendemos, claro." . 7 de Novembro de 1942

 

MARGOT FRANK

"Não tenho ciúmes da Margot, nunca tive. Não tenho inveja nem do seu cérebro nem da sua beleza." 7 de Novembro de 1942

 

ANNE FRANK

"Quem poderia imaginar há três meses que a espevitada Anne teria de ficar parada durante horas sem fim, e mais, que ela conseguiria?"  1 de Outubro de 1942

Moradores: Família VAN PELS

HERMANN VAN PELS (VAN DAAN)

"O Senhor van Daan e eu estamos sempre brigando."  21 de Agosto de 1942

 

AUGUSTE VAN PELS (PETRONELLA VAN DAAN)

"A Senhora van Daan é insuportável. Vive brigando comigo porque falo sem parar." 21 de Setembro de 1942

 

PETER VAN PELS (PETER VAN DAAN)

"Não pense que estou apaixonada, porque não estou, mas tenho a sensação de que vai se desenvolver uma coisa linda entre Peter e eu, uma espécie de amizade e uma sensação de confiança." 21 de Setembro de 1942

FRITZ PFEFFER (ALFRED DUSSEL)

"O Senhor Dussel, o homem que, segundo haviam dito, se dava tão bem com crianças e absolutamente as adorava, acabou sendo um disciplinador antiquado e um pregador de sermões insuportavelmente longos sobre boas maneiras." 21 de Setembro de 1942

 

 

 

Quarto de Anne:

A parte final do Diário de Anne Frank é de uma profundidade impressionante. Mostra uma jovem não muito diferente das jovens de hoje em dia. O tempo em que ela viveu é parecido com o nosso. Pois, actualmente, temos os mesmos anseios, as mesmas preocupações e as mesmas expectativas de como será o nosso futuro...

Outros Trabalhos Relacionados

Ainda não existem outros trabalhos relacionados

Início » Trab. Estudantes » Português » 11º Ano