Início » Trab. Estudantes » Ciências Naturais » 9º Ano

Trabalhos de Estudantes

Trab. de Ciências Naturais - 9º Ano

 

Dissecação do Coração de um Mamífero

Autores: Patrícia Ramalhete e Sara Lopes

Escola: Escola Básica 2,3 da Venda do Pinheiro

Data de Publicação: 20/02/2010

Resumo do Trabalho: Relatório de actividade experimental sobre o coração de um mamífero, realizado no âmbito da disciplina de Ciências Naturais (9º ano).

Ver Trabalho Completo

Comentar este trabalho / Ler outros comentários

Se tens trabalhos com boas classificações, envia-nos, de preferência em word para notapositiva@sapo.pt pois só assim o nosso site poderá crescer.

 

 

 

Dissecação do Coração de um Mamífero

Dissecação do coração de um mamífero

Introdução:

Objectivo desta actividade experimental é observar o interior de um coração e identificar as diferentes partes (aurículas, ventrículos…), através de material vivo. Com esta experiência pretendemos perceber melhor o funcionamento deste órgão indispensável.

O coração é um órgão muscular dividido em 4 cavidades: 2 cavidades superiores (aurícula direita e esquerda) e 2 cavidades inferiores (ventrículo direito e esquerdo). Cada cavidade do coração comunica com vasos sanguíneos: a aurícula direita comunica com as veias cavas superiores e inferiores; a aurícula esquerda comunica com as veias pulmonares; o ventrículo direito comunica com a artéria pulmonar e o ventrículo esquerdo comunica com a artéria aorta. O sangue circula das aurículas para os ventrículos através das válvulas auriculoventriculares, a válvula do lado direito chama-se tricúspide e a do lado esquerdo chama-se bicúspide. Os ventrículos estão separados pelo septo interventricular que impede a sua comunicação. Na parte inicial das artérias que comunicam com os ventrículos, encontram-se as válvulas semilunares. Graças ás artérias coronárias o sangue chega ao miocárdio, musculo cardíaco. 

Com a dissecação de material vivo podemos observar, melhor, aspectos que não são possíveis através das fotografias e dos esquemas vistos na aula, como a textura, a cor e o tamanho. 

Material:

. 1 Coração de mamífero (Figura 1)

. 1 Tabuleiro de dissecação

. 1 Bisturi

. 1 Sonda canelada

. Luvas descartáveis

Procedimento:

1. Colocou-se o coração no tabuleiro de dissecação já “aberto”;

2. Observou-se o aspecto externo dos órgãos e a sua textura;

3. Localizou-se e identificou-se as aurículas e os ventrículos;

4. Verificou-se a espessura do miocárdio;

5. Identificou-se as válvulas auriculoventriculares, as válvulas semilunares e o septo interventricular;

6. Inseriu-se a sonda canelada na artéria pulmonar e verificamos que a sonda ia dar ao ventrículo direito,

7. Fez-se o mesmo processo com as aurículas e com o outro ventrículo;

8. Registou-se as observações.

Registo de resultados:

 

Discussão/Conclusão:

Com esta actividade experimental foi possível identificarmos os ventrículos e as aurículas. Os ventrículos são maiores que as aurículas e têm um miocárdio mais espesso que estas, isto devido à actividade contractiva. Ao observarmos as válvulas auriculoventriculares que tem uma cor esbranquiçada, conseguimos ver a diferença entre a válvula bicúspide e a válvula tricúspide devido ás pregas membranosas, a válvula tricúspide tem 3 e a válvula bicúspide 2, tal como indicam os seus nomes (tri – 3/ bi – 2). O septo interventricular foi difícil de observar visto que estava cortado. Para terminar no interior do coração podemos verificar a ligação que existe entre a aurícula direita e as veias cavas superiores e inferiores; entre a aurícula esquerda e as veias pulmonares; entre o ventrículo direito e a artéria pulmonar e entre o ventrículo esquerdo e a artéria aorta. Externamente foi possível observar que o coração continha sebo à sua volta, visto que era um coração de boi.

Bibliografia:

ANTUNES, Cristina; BISPO, Manuela; GUINDEIRA, Paula - Novo Descobrir A Terra 9 – Areal Editores

 

 

Outros Trabalhos Relacionados

Ainda não existem outros trabalhos relacionados

Início » Trab. Estudantes » Ciências Naturais » 9º Ano