Trabalhos de Estudantes  

Trabalhos de Biologia - 11º Ano

 

Ficha do trabalho:

Fase da Mitose em Células Vegetais

Autores: Patrícia Rato, Márcia Pardo e Miguel Neves

Escola: Escola Secundária Mouzinho da Silveira - Portalegre

Data de Publicação: 20/06/2008

Resumo do Trabalho: Relatório de Actividade Experimental cujo objectivo foi observar, através de um ápice vegetativo da raiz de uma cebola, as diferentes fases da mitose em células vegetais. Ver Trabalho Completo

Comentar este trabalho / Ler outros comentários

Se tens trabalhos com boas classificações, envia-nos pois só assim
o nosso site poderá crescer.

 

 

 

.

Fase da Mitose em Células Vegetais

Introdução

Nesta actividade experimental, temos como objectivo observar, através de um ápice vegetativo da raiz de uma cebola, as diferentes fases da mitose em células vegetais.

A mitose é um processo que permite a um núcleo dividir-se em dois exactamente com a mesma quantidade e informação genética. Consequentemente aos núcleos dividirem-se, dá-se um estrangulamento do citoplasma dividindo a célula em duas, designando-se por citocinese.

A mitose faz parte de um ciclo celular que está dividido em duas partes:

     - Interfase;

     - Fase mitótica.

A interfase é o período de “descanso” da célula, em que se duplica tudo aquilo que tinha sido dividido. É um período que vais desde o fim de uma divisão celular até ao início da divisão seguinte.

Também a interfase está dividida em três partes:

- G1 ou intervalo pós-mitótico em que existe uma intensa actividade de biossintese e formação de mais organelos celulares, o que vai implicar o crescimento celular;

- Na fase S, que é um período de síntese, em vão ocorrer duplicações ao nível do DNA, passando cada cromossoma a ter 2 cromatideos ligados por um centrómero. Um cromossoma é uma longa sequência de DNA, que contém vários genes com funções especificas nas células dos seres vivos;

- G2 ou período pré-mitótico, é quando há uma maior síntese de proteínas. É o período que antecede uma nova divisão mitótica.

A fase mitótica divide-se em mitose e citocinese. A mitose, por sua vez tem 4 fases:

- Profase, sendo por norma a etapa mais longa da mitose, dá-se quando os cromossomas se enrolam, condensando-se e tornando-se mais pequenos. No final desta fase a membrana nuclear desaparece.

- Metafase, os cromossomas apresentam a sua máxima condensação e dispõem-se no plano equatorial da célula.

- Anafase, verifica-se a quebra o centrómero, separando assim os dois cromatideos. Os cromossomas iniciam a ascensão polar. No final desta fase cada pólo da célula possui um conjunto de cromossomas exactamente iguais.

- Telofase, inicia-se a organização dos dois núcleos filhos, forma-se um invólucro nuclear em torno dos cromossomas, este iniciam um processo de descondensação. A mitose termina e a célula possui agora dois núcleos exactamente iguais.

A citocinese pode iniciar-se na anafase ou na telofase, e este é marcado pelo surgimento de uma constrição da membrana citoplasmática na zona equatorial da célula.

Assim em resumo temos:

 

Material

. Extremidades de raízes jovens de cebola

. Bisturi

. Agulha

. Ácido clorídrico a 5%

. Microscópio óptico

. Lâminas

. Lamelas

. Vidro de relógio

. Papel de filtro

. Lamparina

. Orceína acética (corante)

Procedimento

1. Cortámos algumas extremidades da raiz da cebola e colocámo-los em 3 vidros de relógio, com 4 gotas de ácido clorídrico em cada;

2. Durante 30minutos (das 15h05 até às 15h35) deixámos actuar o ácido, após esse tempo transferimos as mesmas extremidades da raiz da cebola para outros vidros de relógio com 3 gotas de corante;

3. Deixámos o corante actuar 5 minutos, voltando a transferir as extremidades da raiz da cebola agora para uma lâmina;

4. Esmagámos os tecidos da raiz, comprimindo a lamela contra a lâmina;

5. Aquecemos um pouco a preparação sem queimar;

6. Observamos ao microscópio.

Resultados

Os resultados foram observados com a objectiva média.

Profase:

Metafase:

Anafase:

Telofase:

Discussão/conclusão

Nesta actividade experimental apesar de tudo ter decorrido com previsto, apenas conseguimos observar a Profase, tais como outros grupos só conseguiram observar uma ou duas fases nas suas preparações. Provavelmente a parte do esmagamento não terá sido feita da maneira mais adequada, não possibilitando assim a nossa observação. Foi necessário recorrer a preparações definitivas para observar todas as fases. A única que ainda assim não foi possível observar foi a citocinese.

 Mas a partir desta actividade podemos concluir que a mitose é um processo de grande importância para os vegetais, uma vez que lhes possibilita o seu crescimento e desenvolvimento.

Com as observações efectuadas podemos concluir que a mitose consiste então, na profase, metáfase, anafase e telofase. Podemos distinguir estas diferentes fases através de aspectos relevantes pertencentes aos acontecimentos de cada uma das fases:

. Quando a célula se encontrava em profase, era possível distinguir os seus cromossomas, apesar de ainda se encontrarem um pouco enrolados em si;

. Quando as células se encontrava em metafase, podia-se observar a placa equatorial formada pelos cromossomas ligados ao fuso acromático;

. Quando a célula estava em anafase, era possível observar os cromossomas na sua ascensão aos pólos da célula;

. Por fim, na telofase podemos ver a formação de dois núcleos, com a cromatina de novo dispersa, de maneira que não era possível distinguir os cromossomas.

Bibliografia

Matias, O.; Martins, P.(2004). Manual de biologia de 11º ano. Areal Editores. Porto

Sites: http://pt.wikipedia.org/wiki/Mitose#Ciclo_Celular

 

Outros Trabalhos Relacionados

Ainda não existem outros trabalhos relacionados