Trabalhos de Estudantes  

Trabalhos de Ciências Naturais - 9º Ano

 

Ficha do trabalho:

Tipos de rochas

Autores: Patrícia Lima

Escola: [Escola não identificada]

Data de Publicação: 12/04/2008

Resumo do Trabalho: Trabalho sobre os diferentes tipos de rochas (magmáticas ou ígneas, metamórficas e sedimentares) realizado no âmbito da disciplina de Ciências. Ver Trab. Completo

Classifique este trabalho:

0 visualizações

Comentar este trabalho / Ler outros comentários

Se tens trabalhos com boas classificações, envia-nos pois só assim
o nosso site poderá crescer.

 

 

 

.

Tipos de Rochas

Introdução

As rochas são, basicamente, associações naturais de dois ou mais minerais agregados ou não e, normalmente, cobrindo vastas áreas da crosta terrestre e, por vezes, embora raras, constituídas por um só mineral.

São, normalmente, agrupadas, de acordo com a sua origem, em três grandes classes: magmáticas ou ígneas, metamórficas e sedimentares.

Este trabalho é constituído por esses 3 tipos de rochas.

Vamos falar de um modo geral sobre estas rochas, sobre os seus tipos de rochas e sobre os seus minerais constituintes.

Tentamos simplificar ao máximo este trabalho, para que seja de fácil leitura.

Achamos que este trabalho de pesquisa está de acordo com o que foi pedido.

Rochas magmáticas

As rochas magmáticas resultam da consolidação e cristalização do magma. O magma é uma substância fluida, total ou parcialmente fundida, constituída, essencialmente, por uma fusão complexa de silicatos, silício e elementos voláteis, tais como vapor de água, cloretos, hidrogénio, flúor, e outros.

1) Das rochas magmáticas:

2) Das rochas metamórficas:

 3) Das rochas sedimentares:

Os magmas encontram-se na crosta terrestre a diferentes profundidades, em câmaras ou bolsadas magmáticas, a diferentes temperaturas de fusão as quais dependem da composição química do magma, da pressão a que está sujeito e da temperatura da rocha confinante.

 

Arrefecimento do magma

Estas rochas resultam do arrefecimento do magma.

Podem ser:

. Intrusivas ou plutónicas – como se formam no interior da crosta, são rochas que arrefecem lentamente. O granito é um exemplo, possuindo cristais bem visíveis. Esta rocha é constituída por três minerais: feldspato, mica e quartzo.

. Extrusivas ou vulcânicas – formam-se na superfície do planeta e o seu arrefecimento é rápido. Uma destas rochas é o basalto, este apresenta uma cor escura, é compacto e muito duro.

O que são?

Rochas Magmáticas ou ígneas: Estas são originadas através materiais em estado de fusão que se solidificam por resfriamento, entre eles os minerais feldspatos, a os óxidos metálicos, os minerais silicatos ferro-magnesianos, etc.

 
Rocha Magmática

Rochas Sedimentares

O que são?

Rochas Sedimentares são compostas por sedimentos carregados pela água e pelo vento, acumulados em áreas deprimidas; correspondem a 60% da superfície do território brasileiro; contém material fóssil; formam as bacias.

As rochas sedimentares são um dos três principais grupos de rochas (os outros dois sendo as rochas ígneas e as metamórficas) e formam-se por três processos principais:

· Pela deposição (sedimentação) das partículas originadas pela erosão de outras rochas (conhecidas como rochas sedimentares elásticas);

· Pela deposição dos materiais de origem biogénica;

· Pela precipitação de substâncias em solução.

As rochas sedimentares podem ser divididos em:

· Detríticas

· Orgânicas

· Químicas

O termo arenito corresponde á área litificada. É composto por quartzo, feldspato (ou outros minerais de origem ígnea).

 

Calcários são formados a partir do mineral calcita.

 

Conglomerado é formado por clastos rolados de tamanho superior a 2cm.

 

Argilitos são rochas lutáceas, contem quartzo, feldspato, calcários e micas.


 

Rochas Metamórficas

O que são?

A origem de seu nome vem do grego (meta = forma, mórficas = mudança).  

As rochas Metamórficas têm origem no interior da terra, formam-se a partir de rochas que foram modificadas na sua estrutura, textura ou composição pela acção de altas temperaturas e pressões.

Nestes ambientes, os minerais podem se tornar instáveis e reagir formando outros minerais, estáveis nas condições vigentes.

O estudo das rochas metamórficas permite a identificação de grandes eventos geotectónicos ocorridos no passado, fundamentais para o entendimento da actual configuração dos continentes.

Tipos de metamorfismo
(processo em que as rochas sofrem várias transformações):

Tipos de metamorfismo

Descrição

Características

Tipos de rochas

Contacto

Quando as rochas ficam sujeitas a altas temperaturas, as rochas sofrem alterações dando origem a novas rochas.

Formação de minerais metamórficos sem orientação

Mármore, hornfels

Regional

Quando as rochas sofrem um grande peso das camadas superiores ocorre o aumento de pressão e temperatura

Abrange grandes extensões e ocorre nos níveis profundos da crosta sob pressão e temperatura elevadas

Filitos, xistos,

ardósias

 

Factores do Metamorfismo:

Para que se processem os reajustamentos de uma rocha metamórfica, é necessária a intervenção de condições físicas propícias à formação de novos minerais e estruturas e impróprias para a persistência dos elementos da rocha primitiva.

Os factores básicos que regem os processos metamórficos são:

1. Temperatura

As rochas ficam submetidas a temperaturas que provocarão diversas alterações, embora essas temperaturas não sejam suficientes para fundir as rochas. Portanto, a temperatura favorecerá reacções químicas entre minerais aumentando assim a vulnerabilidade das rochas que serão sujeitas a pressões.

2. Pressão

As rochas encontram-se a diferentes profundidades, e, desta forma, sujeitas a pressões variadas.

Os reajustamentos do metamorfismo processam-se sob a influência da pressão da carga das rochas subjacentes.

3. Fluidos metamórficos

Nos intervalos das rochas predominam diversos fluidos que são importantes e frequentes nas rochas de baixo metamorfismo. Esses fluidos têm a capacidade de dissolver os componentes químicos dos minerais necessárias às reacções químicas e na sua ausência a velocidade das reacções é muito reduzida.

4. Tempo

O tempo é importante na influência que tem sobre a obtenção de equilíbrio nas reacções químicas.

Somente a longa duração do processo de reorganização mineralógica torna possível que as reacções químicas se verifiquem de modo a obter associações de fases em equilíbrio.

Tipos de rochas metamórficas

Estas são alguns exemplos de rochas metamórficas:

Mármore

Ardósia

 

 

Quartzito Gnaisse

 

 

Pedra – Sabão  Mica Xisto

 

 

                      

Minerais formadores das rochas Metamórficas

Os Minerais metamórficos originam-se principalmente pela acção da temperatura e pressão que geram uma grande quantidade de minerais, dentro dos quais muitos dificilmente seriam formados por outros processos.

As transformações minerais dependem, em primeiro lugar, da composição da rocha original, e depois, da natureza ou do tipo de metamorfismo a que foi submetida.

Sob o ponto de vista da composição inicial, as rochas podem ser associadas em quatro séries diferente enumeradas a seguir:

a) Rochas argilosas.

b) Rochas arenosas, ígneas ácidas e tufos; xistos ácidos e gnaisses.

c) Calcários e outras rochas carbonatadas.

d) Rochas ígneas intermediárias, básicas em seus tufos.

A) Nas rochas argilosas, os constituintes minerais são os produtos mais finos do intemperado. Essas rochas sofrem reacções e mudanças bem caracterizadas, são as rochas que mais se prestam para o estabelecimento dos sucessivos graus de metamorfismo.

B) As rochas são constituídas principalmente de quartzo e feldspatos, que são minerais estáveis em condições mais acentuadas de temperatura e pressão.

Essas rochas sofrem mudanças que são difíceis de serem acompanhadas.

C) Calcários e dolomites impuros, em condições de equilíbrio instável, ao variar a temperatura e pressão, convertem-se em grupos de novos mineraisO dióxido de carbono libertado dessas rochas, durante o processo metamórfico, facilita as mudanças mineralógicas.

D) As rochas da quarta série são do tipo magmático básico. Tomemos como exemplo o basalto.

Os principais minerais das rochas magmáticas basálticas que são os feldspatos do tipo plagioclásios sódico – cálcicos; os piroxênios e olivinas (que são minerais de ferro) etc. são facilmente susceptíveis à mudança metamórfica.

Ciclo das Rochas

 

Conclusão

Gostamos bastante de fazer este trabalho, pois achamos que foi bastante educativo e ao mesmo tempo divertido.

Com toda esta pesquisa aprendemos várias informações sobre estes 3 tipos de rochas, sobre os seus minerais e sobre os seus tipos de rochas.

Achamos que foi óptimo e interessante poder fazer este trabalho, visto que aprendemos tantas coisas novas.

Bibliografia

Magmáticas

.http://www.eb23-paranhos.rcts.pt/Pagina%20Internet/magmaticas.html

.http://www.malhatlantica.pt/cnaturais/rochas.htm

.http://domingos.home.sapo.pt/rochas_1.html

Sedimentares

.http://pt.wikipedia.org/wiki/Rocha_sedimentar

.http://domingos.home.sapo.pt/rochas_4.html

.http://www.eb23-paranhos.rcts.pt/Pagina%20Internet/sedimentares.html

Metamórficas

.http://pt.wikipedia.org/wiki/Rocha_metam%C3%B3rfica

.http://orbita.starmedia.com/geoplanetbr/rochas.htm

.http://www.igc.usp.br/geologia/o_ciclo_das_rochas.php

Outros Trabalhos Relacionados

Ainda não existem outros trabalhos relacionados