Início > Trabalhos de Estudantes > Educ. Física > 9º Ano

Trabalhos de Estudantes

Trabalhos de Educ. Física - 9º Ano

Capacidades Motoras

Autores: Marta Santos

Escola: Escola Secundária do Marquês

Data de Publicação: 12/03/2008

Resumo do Trabalho: Trabalho realizado no âmbito da disciplina de Educação Física (9º ano) e dedicado à temática das Capacidades Motoras. Ver o Trabalho Completo

Comentar este trabalho / Ler outros comentários

Se tens trabalhos com boas classificações, envia-nos, de preferência em word para notapositiva@sapo.pt pois só assim o nosso site poderá crescer.

 

 

Capacidades Motoras

CAPACIDADES MOTORAS

Existem cinco capacidades motoras, sendo elas: a resistência, a força, a agilidade, a flexibilidade e a velocidade. O período de desenvolvimento de cada uma das capacidades é diferente das outras,razão pela uma ginasta atinge o seu auge antes de um futebolista atingir o seu. As capacidades motoras são também determinadas pelo factor genético, razão pela qual os praticantes das diversas modalidades têm características próprias. Os diferentes desportos exigem algumas capacidades motoras. Por exemplo, um bom ginasta deve ter muita agilidade, flexibilidade e força. Outro exemplo daquilo que foi dito acima é o exemplo do velocista: um bom velocista necessita de desenvolver muito a sua velocidade. No que toca ao factor genético, para alguns desportos é necessário diferentes características genéticas. Um basquetbolista alto tem mais hipóteses para ser um bom jogador. Uma pessoa forte, por muito que se esforce, nunca conseguirá ser um campeão de velocidade. O treino de uma modalidade é muito importante para a formação de profissionais nas diversas modalidades. Para se atingir um bom desenvolvimento das capacidades motoras é necessário um treino, no entanto é de salientar que o treino não é solução para se tornar um profissional em qualquer modalidade. É necessário ter em conta o factor genético para escolher a modalidade certa para se practicar. Cada capacidade motora, sendo elas: a força, a resistência, a agilidade, a flexiblidade e a velocidade, têm diferentes modos de se desenvolver.

Capacidade refere-se ás qualidades inatas de uma pessoa como um talento, um potencial. Exemplos de capacidades motoras são a força a resistência a flexibilidade etc. Enquanto a habilidade refere-se as coisas apreendidas desenvolvidas. A expressão capacidades motoras é a expressão mais correcta e precisa na terminologia internacional para definir os pressupostos dos movimentos desde os mais simples aos mais complexos.

Capacidades motoras condicionais e capacidades motoras coordenativas Capacidades condicionais são essencialmente determinadas pelas componentes enérgicas predominando os processos de obtenção e transformação de energia – carácter quantitativo. Capacidades coordenativas – são essencialmente determinadas pelo componente onde predominam os processos e condução snc são de carácter qualitativo. Capacidades condicionais Fundamentalmente são fundamentadas através da eficiência do metabolismo energético. São determinadas pelos processos que conduzem á obtenção e transformação de energia isto é os processos metabólicos nos músculos e sistemas orgânicos – força , velocidade e flexibilidade. Força - é a capacidade de reagir contra uma resistência base nos processos de enervação e metabolismo muscular. Capacidade de superar ou opor-se as resistências do movimento. Do desenvolvimento da força pode ser Geral – quando visamos o desenvolvimento de todos os grupos musculares; Especificas – quando visamos o desenvolvimento de um ou vários grupos muscilares característicos dos gestos de cada modalidade.

Velocidade – é a capacidade de executar movimentos no mais curto espaço de tempo. É a capacidade de executar acções motoras no mínimo lapso de tempo, com intensidade máxima e com duração não superior a 6/8 segundos. Resistência – é a capacidade de suportar e recuperar da fadiga psíquica. Geral - quando é solicitada mais de 1/6 da massa muscular. É limitada pelo sistema cardápio respiratório. Local: quando é solicitada menos de 1/6 da massa muscular total. É determinada pela resistência geral pela força e capacidade anaeróbica. Flexibilidade: é a capacidade que o atleta tem para executar ao longo de toda a amplitude articular movimentos de grande amplitude por si mesmo ou por influencia auxiliar das forças externas. Geral – consiste na amplitude moral de oscilações de articulações especialmente nas principais articulações.: ombro anca e coluna vertebral. Especifica – consiste na amplitude necessária para a realização de movimentos específicos de cada modalidade.

Capacidades coordenativas As capacidades coordenativas são capacidades determinadas essencialmente por componentes onde predominam os processos de condução nervosa isto é elas possuem a capacidade de organizar e regulamentar o movimento constituindo-se portanto na base para a aprendizagem a execução e domínio dos gestos técnicos. Fundamentalmente na elaboração da informação e no controle de execução sendo desenvolvidas pelos: - Analisadores tácteis que informação sobre a pressão nas varias partes do corpo. - Pelos analisadores visuais que recolhem a imagem do mundo exterior. - Pelos analisadores estáticos dinâmicos que informam sobre a aceleração do corpo particularmente a posição da cabeça colaborando desta forma para a manutenção do equilíbrio. ~ - Pelos analisadores acústicos por onde percebemos os sons e os ruídos. - Pelos analisadores cinestésicos por meio dos quais recebemos informações sobre tensões produzidas pelos músculos.

 

Outros Trabalhos Relacionados

Ainda não existem outros trabalhos relacionados

 

Início > Trabalhos de Estudantes > Educ. Física > 9º Ano