Início > Trabalhos de Estudantes > Geografia > 11º Ano

Trabalhos de Estudantes

Trabalhos de Geografia - 11º Ano

Poluição Urbana

Autor: Patrícia Lourenço

Escola: Escola Secundária Manuel Cargaleiro

Data de Publicação: 23/06/2008

Resumo do Trabalho: Trabalho sobre Poluição Urbana (incluindo uma caracterização dos diferentes tipos de poluição urbana), realizado no âmbito da disciplina de Geografia (11º ano). Ver o Trabalho Completo

Comentar este trabalho / Ler outros comentários

Se tens trabalhos com boas classificações, envia-nos, de preferência em word para notapositiva@sapo.pt pois só assim o nosso site poderá crescer.

 

 

Poluição Urbana

 

“ Hoje em dia, o ser humano apenas tem ante si três grandes problemas que foram ironicamente provocados por ele próprio: a super povoação, o desaparecimento dos recursos naturais e a destruição do meio ambiente. Triunfar sobre estes problemas, vistos sermos nós a sua causa, deveria ser a nossa mais profunda motivação.”

 Jacques Yves Cousteau (1910-1997)

 

Introdução

Este trabalho foi proposto pela professora de Geografia, sendo o tema a tratar a poluição urbana. Todos nós já ouvimos falar da poluição, este tema é muito abordado hoje em dia, ao qual contribuímos diariamente de varias formas, desde a poluição atmosférica, a sonora, o solo ate a água.

É principalmente nos grandes meios urbanos que nos deparamos cada vez mais com situações de poluição.

Neste trabalho vamos aprofundar o assunto, começamos por identificar os diversos tipos de poluição existentes. Em seguida indicaremos as várias causas do surgimento dessas poluições, as suas consequências e as possíveis soluções.

Depois em seguida daremos início sobre o tema, a qualidade de vida urbana, referindo as possíveis soluções para a sua recuperação e revitalização.

Finalizamos comprovando a existência do problema na Área Metropolitana de Lisboa com algumas fotografias, informações retiradas de jornais e vamos apresentar a análise que fizemos a partir dos inquéritos que realizamos a algumas pessoas, para nos ajudar de uma forma mais real, saber o que acham sobre a poluição da actualidade.

Esperemos que com este trabalho se sensibilizem sobre esta questão, somos nós que contribuímos diariamente para este grave problema e que só nós poderemos por um ponto final neste desrespeito pela terra que não nos pertence, apenas estamos aqui de passagem.

 

Poluição

O Homem tem transformado profundamente a natureza, destruindo espécies animais e vegetais, desviando cursos de rios, cortando montanhas, drenando pântanos e amontoando toneladas de detritos no ar, na água e no solo.

A saúde e o bem-estar do Homem estão directamente relacionados com a qualidade do meio ambiente, isto é, com suas condições física, química e biológicas.

Entende-se por poluição a deterioração das condições ambientais, que pode alcançar o ar, a água e o solo.

 

Diferentes Tipos de Poluição Urbana

Poluição atmosférica

A poluição atmosférica caracteriza-se basicamente pela presença de gases tóxicos e partículas sólidas no ar.

As principais causas desse fenómeno são todas causadas pela actividade do Homem. Como:

. A queima de resíduos urbanos, industriais, agrícolas e florestais, feita muitas vezes, em situações incontroladas,

. A queima de resíduos de explosivos, resinas, tintas, plásticos, pneus é responsável pela emissão de compostos perigosos,

. Os fogos florestais são, nos últimos anos, responsáveis por emissões significativas de CO2,

. O uso de fertilizantes e o excesso de concentração agropecuária

. As indústrias de minerais não metálicos, a siderurgia, as pedreiras e áreas em construção, são fontes importantes de emissões de partículas.

 

Entre as mais graves consequências da poluição atmosférica temos:

. As concentrações elevadas de óxidos de azoto na atmosfera, provocam o aparecimento de várias doenças, em especial do aparelho respiratório, como a bronquite crónica, a asma e até o cancro pulmonar, afectando animais superiores e o Homem. Esses efeitos são reforçados ainda pelo consumo de cigarros. Nos grandes centros urbanos, tornam-se frequentes os dias em que a poluição do ar atinge níveis críticos, seja pela ausência de ventos, seja pelas inversões térmicas, que são períodos nos quais cessam as correntes ascendentes do ar, importantes para a limpeza dos poluentes acumulados nas camadas próximas à superfície.

. O efeito estufa surge devido ao excessivo lançamento de gases poluentes para a atmosfera, principalmente os que resultam da queima de combustíveis fósseis e pela progressiva desflorestação que contribui também para o aumento do efeito de estufa, uma vez que as árvores são os principais seres fotossintéticos e a sua destruição impede que haja conversão de CO2 em O2. Estes problemas tem colaborado para o aumento da temperatura no globo terrestre nas últimas décadas que consequentemente, provocará várias mortes e muitas cidades litorais poderão desaparecer do mapa porque as calotas polares vão derreter provocando um aumentar do nível dos mares.

. As chuvas ácidas constituem um problema a ter em conta, uma vez que podem ser transportadas para locais onde não existe queima de combustíveis, podendo provocar inúmeros problemas na vida terrestre, incluindo pessoas, animais, plantas, solo, água e até mesmo nas construções.Quando esta chega a superfície terrestre há uma modificação nas propriedades químicas dos solos e das águas. Tal facto vai provocar distúrbios ao nível das cadeias alimentares, de plantas e florestas, edifícios e monumentos.

. A diminuição da camada de ozono o ozónio é capaz de diminuir a passagem de raios ultravioleta do Sol, prejudiciais ao homem. Sem a existência da camada de ozónio, os raios ultravioleta acabariam com todas as formas de vida no planeta, por isso, a camada de ozono é algo fundamental para todos os seres vivos. Os principais gases que destroem a camada de ozono são os clorofluorcarbonos, usados como em aerossóis, isolantes de equipamentos de refrigeração e para produzir materiais plásticos. O cloro reage com o ozono, transformando-o em oxigénio. Uma única molécula de clorofluorcarbonos pode destruir 100 mil moléculas de ozono.

Contudo é importante referir que existem fontes naturais de compostos tóxicos, nomeadamente as erupções vulcânicas mas que ocorrem muito raramente, enquanto que as actividades humanas tendem a ocorrer de forma continuada, global e no dobro das quantidades.

 

Medidas para defender e conservar a qualidade do ar

A maioria dos países capitalistas desenvolvidos já possui uma rigorosa legislação antipoluição, que obriga certas fábricas a terem equipamentos especiais (filtros, tratamento de resíduos, etc.) ou a usarem processos menos poluidores. Nesses países também é intenso o controle sobre o aquecimento doméstico a carvão, o escarpamento dos automóveis, etc.

Os gases poluentes podem ser capturados em líquidos ou sólidos ou incinerados de forma a obter substâncias inofensivas

As partículas emitidas pelas industrias podem ser encurraladas em ciclones, precipitações electrostáticas, e em filtros

Os poluentes oriundos dos automóveis podem ser controlados pela combustão da gasolina da forma mais eficiente possível, pela reposição em circulação de gases oriundos do tanque de combustível, do carburador, e do cárter, e pela transformação dos gases de escape em substâncias inofensivas por meio de catalisadores

Tais procedimentos alcançam resultados consideráveis, embora não eliminem completamente o problema da poluição do ar. Como o gás carbónico tem a propriedade de absorver calor, pelo chamado "efeito estufa", um aumento da proporção desse gás na atmosfera pode ocasionar um aquecimento da superfície terrestre.

 

Os poluentes atmosféricos podem afectar a vegetação por duas vias: via directa e via indirecta. Os efeitos directos resultam da destruição de tecidos das folhas das plantas provocados pela deposição seca de SO2, pelas chuvas ácidas ou pelo ozônio, refletindo-se na redução da área fotossintética. Os efeitos indirectos são provocados pela acidificação dos solos com a consequente redução de nutrientes e libertação de substâncias prejudiciais às plantas, resultando numa menor produtividade e numa maior susceptibilidade a pragas e doenças.

. Diminuir o abate progressivo de árvores e tentar reflorestar as áreas que se encontram destruídas pelo Homem;

. Utilizar transportes colectivos ou não poluentes;

. Utilizar energias alternativas como a energia eólica;

. Limpar as matas de modo a tentar evitar incêndios de grandes dimensões;

. Controlar a emissão de gases por parte das indústrias (instalação de filtros);

. Reduzir a queima de resíduos urbanos, industriais, agrícolas e florestais tais como explosivos, resinas, tintas, plásticos e pneus;

 

Outros Trabalhos Relacionados

Ainda não existem outros trabalhos relacionados

 

Início > Trabalhos de Estudantes > Geografia > 11º Ano